NOTÍCIAS/ARTIGOS
imprimir
 ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOBRE AS INFORMAÇÕES APRESENTADAS

Previna-se do câncer de laringe. Cuide de sua voz.

Tabagismo, bebida alcoólica e abuso da voz são os principais causadores do câncer de laringe. Segundo o presidente da Academia Brasileira de Laringologia de Voz, Dr. Domingos Tsuji, os primeiros sintomas são rouquidão, cansaço vocal, dor na garganta, dor muscular no pescoço e fadiga.

O câncer de laringe, quando avançado, pode levar à cirurgia de retirada completa da laringe.
Dessa forma, só restariam duas possibilidades para o paciente continuar se comunicando: A laringe mecânica ou a voz esofágica. Com o primeiro recurso, a voz ganha uma característica robótica e o segundo, dá a impressão de que a pessoa fala enquanto arrota. Domingos Tsuji diz ainda que não há um costume por parte da população em fazer uma avaliação preventiva da voz. As pessoas têm o hábito de recorrer aos médicos somente quando o quadro apresenta certa gravidade. Ele dá algumas dicas para evitar os prejuízos causados pelo mau uso da voz, como hidratação - no mínimo de 1,5 a 3 litros de água por dia -, evitar gritar e sussurrar, não fumar não consumir bebidas alcoólicas, não falar em ambientes muito ruidosos e não falar muito durante exercícios físicos.

VOCÊ SABIA?
Existem vários tipos de patologias diferentes ligadas à voz, mas normalmente as pessoas só percebem a rouquidão. Em grande parte dos casos, uma doença surge pelo uso errado da voz. Cerca de 20 a 30% da população normalmente apresenta algum tipo de lesão nas cordas vocais. Apesar de normal, essa lesão pode evoluir para um problema mais grave, como o câncer de laringe, que muitas vezes aparece em seu estágio inicial como uma simples rouquidão.
• Só no estado de São Paulo, 60% dos professores apresentam ou já apresentaram problemas de voz e 67,2% nunca se informaram sobre os cuidados e tratamentos necessários.

• Profissionais que dependem da voz para trabalhar precisam ficar em silêncio de 5 a 10 minutos por hora para garantir sua saúde vocal.

• Estima-se que 2% dos professores brasileiros, cerca de 25 mil profissionais, serão afastados de suas funções por problemas na laringe e cordas vocais. • Dos 15 mil casos de câncer de laringe registrados anualmente no Brasil, 8 mil são fatais.

• Problemas vocais não causam dor aguda ou provocam sintomas que despertam a atenção imediatamente. Cansaço ao falar, perda da voz no meio de frases, falta de ar enquanto fala, dificuldade ao engolir, pigarro constante, rouquidão, dor ou ardência na garganta podem ser indicadores de que a saúde vocal está comprometida.

• Mais de 70% da população ativa têm na voz o instrumento de trabalho mais exigido, mesmo que ela não seja o foco de suas atividades.

• O estresse da vida moderna também prejudica a saúde vocal.

• Rouquidão, sensação de corpo estranho, ou dor de garganta podem ser causados por refluxo ácido no estômago.


Rua 30, nº1360/1366-Barretos-SP-Tel:(0XX17)3322-0594/3322-0731-iorlb@hotmail.com
©Copyright 2004. Todos direitos reservados. Desenvolvimento mlm